O Conceito Do Outro Na Libertação Latino-americana: A Fusão Entre O Pensamento Filosófico Emancipador E As Revoltas Sociais

Teste agora Assinatura sem compromisso. Cancele quando quiser.

Sinopse

Neste livro, o autor entrelaça três vertentes que formam a base intelectual para o conceito do Outro no contexto da América Latina: a dialética da negatividade, o humanismo de Marx, o pensamento emancipador autóctone de Hegel. A partir dessa base, explora a relação do pensamento filosófico liberatório para os movimentos sociais e de classe de hoje. Gogol considera a lógica do capitalismo em solo latino-americano, a crise ecológica na América Latina, e o conceito e a prática da autolibertação.

Ainda um dos terrenos mais controvertidos do pensamento latino-americano, o Outro tem sido motivo de preocupação central para muitos pensadores, incluindo Leopoldo Zea, Octavio Paz, e José Carlos Mariátegui. Enquanto esses escritores não puderem angariar muita publicidade na imprensa mundial, as lutas altamente públicas em curso e dos zapatistas e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra do Brasil demonstram a necessidade de continuar a teorizar a natureza volátil da realidade social latino-americana.