A Uma Taça Feita De Um Crânio Humano

Teste agora Assinatura sem compromisso. Cancele quando quiser.

Sinopse

Este poema, traduzido por Castro Alves, integra a antologia poética Espumas Flutuantes, única obra publicada em vida pelo autor, em 1870. De autoria de Lord Byron, poeta inglês de grande impacto e influência no Romantismo, 'A uma taça feita de um crânio humano' aborda a efemeridade da vida, circundada pelo horror das contingências e inevitabilidade da morte. Com apresentação de Luis Antônio Aguiar, este poema faz parte do livro Góticos: Contos Clássicos - Vampiros, Múmias, Fantasmas e Outros Astros da Literatura de Terror, primeiro volume da Coleção Góticos.